search instagram arrow-down
Eduardo Merino

Para onde vão os teus silêncios, quando o mundo deixa de ouvir o que pensas?
O silêncio…

Esse espaço infinito que nos perturba tanto como purifica. 

O silêncio é a maturidade de uma mente em recuperação, cansada dos ruídos do mundo. O silêncio não é calar palavras. O silêncio é dar espaço e uma nova oportunidade.

Nunca te esqueças que as palavras são finitas numa mente infinita. As palavras acabam por ser escassas e descaracterizadoras. 

Tens tido silêncios?

Quantos silêncios serão precisos para finalmente olhares para ti?

Experimenta. É tão fácil.

Procura um local que te promova conforto e segurança. Fecha os olhos e principalmente não esperes nada. A ressonância interna do silêncio pode ser incrivelmente transformadora.

E se não ouvires o silêncio do teu ritmo, é porque não te encontraste. Tranquila/o, estarás sempre a tempo!

Deixe uma Resposta
Your email address will not be published. Required fields are marked *

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: