search instagram arrow-down
Eduardo Merino

O mundo não foi desenhado para ti.

Foste convidado, por isso comporta-te como tal. Podes entrar, aprender, sentir, crescer, amar, até te podes zangar, mas não estragues.

É verdade que ninguém te vai entender. Pois realmente ninguém entende o que não é. Por isso anda daí e faz, erra e volta a tentar. Há algo que nunca iria ser criado se não fosses tu.

Ninguém sente falta do que desconhece. Pois o conhecimento em si é uma carência que humanamente nunca tem fim. Não fujas de aprender o que te preenche. E se não sabes o que te preenche, tenta nascer de novo mil vezes se for preciso. Até conseguires.

Ninguém consegue o que nunca quis. E o primeiro dia da morte de algo que construíste, é quando parares de querer.

Se caíres terás de aprender a levantar, e tenta não pedires ajuda, pois senão terás de cair de novo.

Não há cura sem doença e não há vida amanhã sem sangrar hoje.

Por isso sente o teu corpo a sério, não o escondas de nada e usufrui do que ele te dá.

São essas experiências que te vão fazer ser tu, e não o que os outros querem, porque na verdade a maior parte das pessoas não quer saber de ti.

Assim no último adeus vais ter pena de deixares de ser tu, mas vais sair deste planeta tendo acrescentado algo que eles nunca tinham visto e nunca mais vão ver : TU

Deixe uma Resposta
Your email address will not be published. Required fields are marked *

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: