search instagram arrow-down
Eduardo Merino

A ciência da saúde encontrou um novo limbo de estudo: O Placebo e o Nocebo.

Rapidamente nos apercebemos que a intervenção terapêutica depende da afeção sensorial do nosso cérebro. Ou seja, tudo depende da forma como recebemos, percebemos e aceitamos o ato clínico-terapêutico. Depois disso tudo dependerá das nossas tomadas de decisão. Mas as tomadas de decisão ficam para outra publicação.

Longe vão os tempos onde atiravam o efeito placebo para o fundo da gaveta, onde era completamente negligenciado e em muitos momentos menosprezado.

A ciência está cada vez mais consciente que o placebo estará em todas as intervenções humanas.

Ao mesmo tempo e em surdina emergiu o efeito Nocebo. Esse patinho feio, onde recaem todas as culpas.

Se o placebo é a forma de vivenciar algo de forma positiva e em aceitação, o Nocebo ao invés, apresenta-se como o engrama negativo de qualquer acontecimento.

Em termos básicos, o Placebo estará ligado ao positivo, à saúde e vida, e o Nocebo ao negativo, à doença e morte.

Mas será que de um ponto de vista biológico o Nocebo estará mesmo correlacionado com algo negativo? (Não confundir princípio de vida biológico com estado de alma.)

Tenho as minhas dúvidas.

Aliás vivemos num país Nocebo. Numa cultura noceba.

O nosso fado é recheado de tristeza, melancolia e premonição negativa.

Vivemos num país onde nunca se está bem. As frases mais faladas são “ Vai-se andando”, “ Podia estar pior”, “ A vida não é fácil”, etc. Raramente vemos contextos positivos “ A minha vida está fantástica”

⁃ O nocebo pode ser familiar: Muito as nossas crianças ouvem “ Vais cair”, “Cuidado com as escadas”, “ Olha essa corrente de ar, ainda ficas doente”, “ Quando chegares diz, há tantos acidentes”, “ Estás com uma cara, vai fazer análises, estás doente de certeza”.

Nocebo laboral: “ Temos de trabalhar senão vamos falir”. “ Isto não dura muito, vai baixar a faturação em breve”.

Nocebo Desportivo: “ Vamos tentar não perder”. “Vai e não falhes o pênalti”.

Nocebo dos cuidados de saúde: “ Vamos prevenir a doença”. “Vamos fazer isto para não ter uma lesão”.”Lavem as mãos senão apanhamos doenças”.

E isto são só alguns exemplos.

O nocebo está em toda a parte. Estamos todos envolvidos por nocebo.

Na verdade o Nocebo é uma estratégia de sobrevivência. Estarmos preparados para o pior dos cenários. Assim se algo acontecer já estamos de sobreaviso.

Isto funciona muito bem. Quantas pessoas vocês ouvem dizer “ Aí eu não duro muito mais anos …” E na verdade chegaram a idades muito avançadas.

Um dos segredos da longevidade é o “focus”. E uma pessoa que vive preparada para o mal, tem ali um “focus” constante.

Muitos idosos adoram ler a página da necrologia dos jornais. Na verdade têm ali um objetivo primitivo. Sobreviver mais do que os outros.

Agora convém não confundir, longevidade com felicidade.

Este tipo de pessoas que vivem no nocebo, têm muita dificuldade em experiênciar. Em usufruir do que vivem, pois estão sempre preocupadas em estar preparados para o pior.

Tanto o NOCEBO, como o PLACEBO, são estratégias de sobrevivência.

Cabe a cada um de nós saber em qual deles deve fomentar os seus dias.

Prever o pior? Ou saborear o melhor?

A escolha será sempre nossa…

Bibliografia

https://eduardo-merino.com/2018/01/17/placebo/

Olive View-UCLA Medical Center, David Geffen-UCLA School of Medicine, Sylmar and Los Angeles, California, USA.

Citation

JPEN J Parenter Enteral Nutr. 2018 Aug 17. doi: 10.1002/jpen.1429. [Epub ahead of print]

One comment on “Nocebo de vida

  1. chamaafisio diz:

    Seu artigo é muito claro e de fácil entendimento. Parabéns pelo trabalho.

    Gostar

Deixe uma Resposta
Your email address will not be published. Required fields are marked *

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: