search instagram arrow-down
Eduardo Merino

Quando um objetivo maior surge numa terra sem água, o furo do poço terá o dobro do tamanho.

E como não há mapa conquistado, tudo de novo será desbravado.

A terra tende a ruir sempre que há pé em solo virgem. Por isso vozes vão gritar, as gentes não vão acreditar.

Vamos sentir dor, abanaremos com as rajadas do medo que o mundo nos roga, mas agora já nada nos vai mudar.

Hora de agradecer a todos os que nos abriram as janelas dos sonhos, pedir desculpa pelos pingos de suor que resvalaram as nossas emoções, e de fechar as portas a tudo o que está para lá do nosso objetivo.

Chegou a hora de finalmente sermos nós.

E nada será como dantes…

Deixe uma Resposta
Your email address will not be published. Required fields are marked *

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: