search instagram arrow-down
Eduardo Merino

O ser humano é extremamente instável. Grande parte desta instabilidade é promovida pela emancipação da sua vertente cognitiva e emocional, tão importante para termos escapado da extinção há uns milhões de anos atrás.

Essa instabilidade é comum às variáveis humanas e coloca em simbiose constante 2 componentes comportamentais:

Razão – Emoção.

Tudo isto modelado por um instinto de sobrevivência arcaico, invisível mas que nos coloca na mesma plataforma territorial de todos os outros seres terrestres.

Essa instabilidade coloca tudo em alvoroço, por um lado colocando-nos como a espécie prima na sobrevivência, mas por outro a mais complicada de se entender e dominar.

Os processos simples dos outros seres, simplificam tarefas e seguem a cadeia genética comportamental segundo uma evolução natural linear. Por outro lado o humano à custa do seu poder ( pensamento) tem uma capacidade incrível de criar milhares de possibilidades e iludir a sua própria realidade.

Há coisas que são só nossas e que mais tarde irei desenvolver.

Para já falo de 3 pontos únicos nos humanos :

– ILUSÃO DA SUPERIORIDADE. Achamos que somos os reis do pedaço. Numa pequena migalha do universo, criamos crenças para guiar a nossa sociedade sobrevivente liderada por vários Deuses e lendas. Num planeta que não vale nada num universo que ainda nem conhecemos, já damos lições de certeza que tudo surgiu através dos humanos… A ciência à medida que vai abrindo caminhos, desmonta cada vez mais a nossa pequenez e insignificância. Apesar de sabermos que esta forma de construção social foi indispensável no passado, sabemos que a próxima sociedade não poderá mais ser alicerçada em contos e lendas, sem plausibilidade neste novo mundo da informação;

– FELICIDADE. Mais um capricho humano, que todos fomos imiscuídos e que foi crescendo à medida que tomamos domínio do planeta. Sem me querer alongar muito na coisa, o conceito de felicidade da forma como é vendido é uma falácia. A felicidade quando muito é um conjunto de responsabilidades ( socias- saúde-intelectuais) com grande probabilidade de serem instáveis e mutáveis. Mas resumindo, enquanto espécie, para durarem muitos anos não precisam de serem felizes. Precisam é de se desenrascar.

– AUTO-ENGANO. A nossa maior capacidade será mesmo essa, acharmos que temos sempre razão. Somos fracos a resolver a nossa vida, mas mestres a opinar a vida da casa alheia. Quem pensa como nós é altamente, quem pensa diferente é inculto. E passamos assim uma vida, a construir clãs e a destruir o planeta um pouco por todo o lado.

Deixe uma Resposta
Your email address will not be published. Required fields are marked *

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: